+55 21 967 648 998
+55 21 967 648 998

Por do sol no Rio de Janeiro: os 5 mais imperdíveis e como chegar

 

 

 

 

 

 

 

 

Por do sol no Rio de Janeiro: os 5 mais imperdíveis e como chegar

  • Arpoador:

Pedra do Arpoador, ou apenas Arpoador é um dos lugares mais conhecidos para assistir o pôr-do-sol no Rio de Janeiro.

Localizado na zona sul, entre as praias do Diabo e do Arpoador (na divisa dos bairros de Copacabana e Ipanema), o Arpoador começa a ser tomado por banhistas e turistas a partir das 17 horas para o momento mais esperado do dia: o sol se pôr no mar ao lado da Pedra da Gávea e do morro Dois Irmãos (uma das paisagens naturais mais belas da cidade)!

Após o sol se po r por completo, todos aplaudem a natureza e não deixam morrer uma tradição carioca que começou na década de 60.

Para ir para o Arpoador, é só caminhar até o posto 7 (Praia do Arpoador) próximo à Praia do Diabo e ao Parque Garota de Ipanema. Para ir de metrô, a estação mais próxima é a Estação General Osório / Ipanema. Quem vai de ônibus que vem do Leblon tem que descer no último ponto de Ipanema (próximo ao posto 7) e descer na praça general osório. Quem vai de ônibus saindo do Centro, Flamengo, Botafogo, Leme ou Copacabana, pegar qualquer ônibus sentido Leblon ou São Conrado ou Barra da Tijuca.

  • Mureta da Urca

A Urca é um bairro tranquilo da zona sul do Rio. Apesar do intenso movimento de visitantes no Bondinho do Pão de Açúcar, suas ruas por dentro do bairro são calmas e silenciosas.   

A Mureta ta Urca é um ponto de encontro dos cariocas e visitantes que buscam um pôr-do-sol aos pés do Cristo Redentor.

Ir pra “mureta” com os amigos, tomar uma cerveja gelada (ou caipirinha) e experimentar os deliciosos pastéis de um dos estabelecimentos,  é úm programa tipicamente carioca, em um ambiente descontraído com uma bela paisagem à sua volta: Baía de Guanabara, praia de Botafogo, Cristo Redentor e Floresta da Tijuca. É um pôr-do-sol inesquecível

Para chegar na Urca pode ir de metrô até a Estação Botafogo, e de lá, pegar o ônibus de integração até a Urca e descer no começo da mureta, em frente a cabine da polícia militar.

Para quem sai de Copacabana ou Ipanema, compensa de ir Uber (vai sair aproximadamente o mesmo valor, ou até mesmo mais barato do que duas passagens de metrô e ônibus.

  • Pedra da Gávea

A Pedra da Gávea está localizada no setor C do Parque Nacional da Tijuca. Ela está a uma altura de 844 metros e é considerada o maior pedra a beira mar do mundo.

Por sua localização privilegiada (a beira mar, na divisa entre a zona sul e a zona oeste) tem-se uma visão de 360º da cidade e por isso o pôr do sol é incrível.

A trilha é é considerada como nível difícil, com duração de 3 horas de caminhada para subir e mais 3 horas para descer. Caso for assistir o pôr-do-sol do topo da pedra, se atente que irá descer a trilha no escuro. Leve lanternas e procure ir com amigos. Não vá sozinho. De preferência, vá com um guia de turismo que conheça a trilha.

  • Parque das Ruínas

O Parque das Ruínas está localizado em Santa Terera, um dos bairros mais pitorescos do Rio de Janeiro

Com mirantes para a zona sul do Rio (Baia de Guanabara, Marina da Glória, Aterro do Flamengo, Enseada de Botafogo, Urca e Morro do Pão de Açúcar), o local mistura o velho com o novo e promove apresentações culturais para o público em geral.

Apreciar o pôr do sol do mirante do Parque das Ruínas é algo que poucos têm o privilégio de apreciar

Para chegar no Parque das Ruínas, você pode ir de metrô até a Estação Glória e subir de Uber até a entrada do Parque, no Largo do Curvelo.

Outra opção seria ir de metrô até a Estação Carioca, e pegar o centenário Bondinho de Santa Teresa, passando por cima dos Arcos da Lapa. Apesar de ser um passeio curto, a experiência é interessante. Valor do bondinho: R$ 20,00

  • Parque da Cidade (Niterói)

Muitos chamam Niterói de “A Cidade Sorriso”, pois tem uma vista privilegiada da cidade maravilhosa. O Parque da Cidade tem, provavelmente, a melhor vista do Rio de Janeiro.

Para chegar no Parque da Cidade:

O parque fica no bairro de São Francisco, em Niterói. A subida pode ser feita a partir do bairro de São Francisco ou pelo Largo da Batalha. Não há ônibus que levem até o local, logo deverá ir a pé, de bicicleta ou veículo particular. Lá de cima é possível avistar a região oceânica de Niterói, contemplando praias como Piratininga, Cambinhas e Itaipú.

Os ônibus 38, 38A e 46, que partem do Terminal próximo a Estação das Barcas no Centro de Niterói, passam nas proximidades do Parque da Cidade. Para chegar ao destino, é necessário descer na Av. Presidente Roosevelt, na praia de São Francisco, próximo a Rua Goitacazes, e caminhar por ela em direção ao parque.

Usando os mesmos ônibus, pode-se chegar ao Largo da Batalha e subir por uma subida mais suave, porém mais longa. É uma caminhada de cerca de 3.500 metros pela estrada N. Senhora de Lourdes, que começa no Bairro do Maceió, no próprio Largo da Batalha. Ao chegar no Largo da Batalha vá em direção ao Maceió, onde há um posto de gasolina, único de lá, onde fica a subida para o Macaeió.