+55 21 967 648 998
+55 21 967 648 998

Bellini, o eterno capitão de 1958.

Hoje vou contar para você sobre um dos maiores jogadores brasileiros,  Bellini.

para  é brasileiro e chega no Maracanã é normal sentir muito orgulho da estátua  que fica bem em frente ao estádio. trata-se do Capitão Bellini levantando a taça Jules rimet em 1958.  o primeiro título mundial da história da seleção Canarinho. um título muito comemorado pois a Seleção Brasileira havia perdido em 1950 para equipe do Uruguai no famoso Maracanazo,  primeira Copa do Mundo realizada no Brasil com a final no próprio Maracanã.

Everaldo Luiz Bellini Foi zagueiro do Vasco da Gama,  São Paulo e Atlético Paranaense e tinha fama de ser raçudo,  com muita disposição e garra em campo. Conquistou diversos títulos em seus 9 anos no Vasco.

Foto de Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Em 58 junto a craques consagrados do futebol mundial como Garrincha quero anjo das pernas tortas,  Pelé maior jogador de todos os tempos Nilton Santos, Bellini eternizou o gesto de levantar a taça após a conquista,  algo que não era normal. A partir daquele gesto se tornou normal levantar a taça em competições não só do futebol Mas de todos os esportes. mostrar mais alegria tendo a Vitória final de um torneio. A Copa de 58 foi na Suécia. O irônico dessa história é que mais tarde Bellini revelou que o gesto não tinha nada a ver com com a comemoração esse,  mas simplesmente para que os fotógrafos pudessem cheirar fotos da taça. querendo ou não, ele acabou entrando na história por conta disso. Segundo suas próprias palavras “ foi culpa dos fotógrafos Baixinhos”.

Mais um fato interessante cimo tem a ver com a própria final  da Copa de 58. durante o jogo Contra a equipe da Suécia Bellini em um lance duro deslocou a clavícula,  mas ele próprio a colocou de volta no seu lugar. Não é à toa que ele era considerado um jogador raçudo. Esse fato não deixa dúvidas sobre isso.

Bellini, Nascido em Itapira São Paulo, morreu em 2014 por falência múltipla múltipla dos órgãos.  ele sofria de Alzheimer e era considerado por amigos um homem com com a alma de um Capitão, com diplomacia e sensatez.

Bellini foi campeão mais uma vez em 1962.  bicampeão mundial pelo Brasil em sua era mais Áurea. A estátua em frente ao Maracanã foi erguida em homenagem aos atletas de 58 e 62 porém é conhecida por todos como a estátua do Bellini,  de pedra assim como era o brilhante zagueiro.